Ferry Funchal-Portimão acaba, no futuro pode ser semanal

Armador que operava a linha entre Funchal, Portimão e Canárias quer rescindir o contrato. Madeira lembra promessas de Lisboa, e quer Estado a financiar operação semanal durante todo o ano. Futuro do ferry entre Madeira e continente está agora nas mãos de António Costa.

Foto
LUSA/HOMEM DE GOUVEIA

A continuidade da linha ferry, que nos últimos dois anos assegurou a ligação marítima de mercadorias e passageiros entre a Madeira e continente durante o Verão (entre Julho e Setembro), não está garantida para o próximo ano. O operador, Empresa de Navegação Madeirense (ENM), que explorava a linha que semanalmente ligava Funchal, Portimão e as ilhas Canárias de Las Palmas e Tenerife, formalizou a intenção de rescindir o contrato com o governo madeirense, alegando prejuízos acumulados superiores a três milhões de euros nos dois anos da operação.