Mirko Jozic, “el gringo jodido

O croata que passou pelo Sporting em 1998-99 foi o único treinador europeu que conseguiu conquistar a Taça dos Libertadores.

Foto
Mirko Jozic Michael Reagan/Reuters

Em quase 60 anos de história, a Libertadores viu uma esmagadora parte dos seus vencedores virem de dois países: os clubes argentinos e brasileiros, com 25 e 18 triunfos, respectivamente, têm dominado a competição, com as excepções a essa hegemonia a virem de Uruguai (oito), Colômbia (três), Paraguai (três), Chile (um) e Equador (um). No que diz respeito à nacionalidade dos treinadores campeões, a variedade é ainda menor. Os técnicos argentinos e brasileiros são dominadores (27 e 18 títulos), dividindo-se os restantes por Uruguai (dez), Colômbia (três) e... Croácia (um).