A longa caminhada da Finlândia

O árbitro apita, os jogadores erguem os braços, a multidão eufórica invade o relvado. E não, não foi coisa de temperamentais adeptos latinos: a cena aconteceu na Finlândia. Ao cabo de mais de um século, o futebol finlandês chegava, enfim, à fase final de uma grande competição.

Foto
LUSA/PANAGIOTIS MOSCHANDREOU

Os primeiros cinco minutos do registo internacional do futebol finlandês são de luxo. A 22 de Outubro de 1911, no relvado do Estádio Elaintarha, em Helsínquia, um jogo particular com a vizinha Suécia marcou a estreia da selecção da Finlândia. Perante uma audiência contabilizada entre as 1000 e as 2000 pessoas, os homens da casa lançaram-se abertamente no ataque. Aos 3’, Uno Lindback fez o 1-0 e aos 5’ apareceu o segundo, por Paul Jerima. O pior veio depois. Nesse jogo e nas décadas seguintes.