Polícias revelam imagens de esquadras degradadas e sem condições de higiene

No dia em que os polícias estão nas ruas em protesto, o PÚBLICO teve acesso a fotografias das instalações da PSP no Porto, em Braga, Entroncamento, Faro e Lisboa. E que revelam a degradação do seu local de trabalho.

Fotogaleria
Imagem mostra as condições precárias do local onde dormem os agentes do Corpo de Intervenção da PSP em Lisboa DR
Fotogaleria
A sala dos cacifos, no Comando Distrital de Braga da PSP, tem as paredes cobertas de humidade e rachas DR
Fotogaleria
Este é um dos escritórios da Quinta Divisão policial do Comando Metropolitano de Lisboa (COMETLIS). Na imagem vê-se as infiltrações nas paredes DR
Fotogaleria
Um dos escritórios do Comando Distrital de Braga da PSP onde mostra mais uma parede num estado muito degradado DR
Fotogaleria
A sala dos cacifos, no Comando Distrital de Braga da PSP, onde vê a degradação das paredes e do tecto DR
Fotogaleria
No Comando Distrital de Faro da PSP foi fotografado o local onde são guardadas as bicicletas que os agentes utilizam nas patrulhas. A varanda é suportada por apoios metálicos DR
Fotogaleria
Numa das salas do Comando Distrital de Faro da PSP o tecto é suportado por apoios metálicos DR
Fotogaleria
A degradação das portas do Comando Distrital de Faro da PSP bem visível na imagem DR
Fotogaleria
No Comando Distrital de Faro da PSP o estuque da parede está a cair numa das salas DR
Fotogaleria
Numa das salas do tecto do Comando Distrital de Faro da PSP vê-se os efeitos da humidade na parede e no tecto DR
Fotogaleria
Nas instalações os agentes têm, por vezes, a companhia de ratos e ratazanas DR
Fotogaleria
Humidade e infiltrações na casa de banho do Comando Distrital de Faro DR
Fotogaleria
Imagem de uma das casas de banho do Comando Metropolitano de Lisboa (COMETLIS) onde é notória a precaridade das instalações DR
Fotogaleria
Degradação de um dos tectos da 5ª Divisão policial do Comando Metropolitano de Lisboa (COMETLIS) DR
Fotogaleria
O soalho degradado de um dos corredores das instalações da PSP do Entroncamento DR
Apartamento
Fotogaleria
Há buracos nas portas das instalações da PSP, no Entroncamento DR
Fotogaleria
Uma imagem aproximada do buraco que está numa das portas das instalações da PSP do Entroncamento DR
Fotogaleria
Nas instalações da PSP no Entroncamento a humidade nas paredes e no tecto é visível DR
Fotogaleria
Faltam vidros nas janelas das instalações da PSP do Entroncamento DR
Fotogaleria
Chove junto às escadas nas instalações da PSP do Entroncamento DR
Fotogaleria
A humidade já escureceu a parede numa das salas da da PSP do Entroncamento DR
Fotogaleria
Um dos tectos da Unidade Especial de Polícia do Porto (UEP) DR
Fotogaleria
Há humidade junto ao candeeiro de uma das salas da Unidade Especial de Polícia do Porto (UEP) DR
Fotogaleria
A degradação dos balneários visível nesta foto na Unidade Especial de Polícia do Porto (UEP) DR
Fotogaleria
Casa de banho da Unidade Especial de Polícia do Porto (UEP) tem condições precárias DR
Fotogaleria
Parede dos balneários da Unidade Especial de Polícia do Porto (UEP) completamente degradada DR
Fotogaleria
Parede e tecto de uma das salas da Unidade Especial de Polícia do Porto (UEP) completamente escurecidos e degradados pela humidade DR
Fotogaleria
Faltam vidros e as janelas não oferecem segurança na Unidade Especial de Polícia do Porto (UEP) DR
Fotogaleria
Embalagens de gás pimenta fora de validade. Os agentes queixam-se de não terem produtos actualizados DR
Fotogaleria
Imagem dos balneários da Unidade Especial de Polícia do Porto (UEP) DR
Fotogaleria
Os agentes tomam banho nestas condições na Unidade Especial de Polícia do Porto (UEP) DR
Fotogaleria
Paredes do dormitório do Corpo de Intervenção da PSP em Lisboa DR
Fotogaleria
Mais uma das salas do Corpo de Intervenção da PSP em Lisboa onde se vê a degradação do chão e das paredes DR
Fotogaleria
Instalações do Corpo de Intervenção da PSP em Lisboa onde dormem os agentes DR
Fotogaleria
Zona das casas de banho do Corpo de Intervenção da PSP em Lisboa DR
Fotogaleria
Casa de banho do Corpo de Intervenção da PSP em Lisboa DR
Fotogaleria
Degradação do chão dos balneários do Corpo de Intervenção da PSP em Lisboa DR
Fotogaleria
Numa das casas de banho do Corpo de Intervenção da PSP, em Lisboa, é possível ver a humidade que já manchou a parede de verde DR
Fotogaleria
Paredes degradadas numa das salas do Corpo de Intervenção da PSP em Lisboa DR
Fotogaleria
Sala que serve de refeitório aos agentes do Corpo de Intervenção da PSP em Lisboa DR
Fotogaleria
Casa de banho do Corpo de Intervenção da PSP em Lisboa DR
Fotogaleria
Remendos no tecto de uma das salas do Corpo de Intervenção da PSP em Lisboa DR
Fotogaleria
Dormitório no Corpo de Intervenção da PSP em Lisboa. Imagem mostra as condições em que dormem os agentes DR

Elementos da PSP e da GNR estão esta quinta-feira nas ruas de Lisboa a manifestar-se por melhores condições de trabalho e aumentos salariais. Reclamam, por exemplo, coletes balísticos para todos, alegam que até uma simples lanterna tem de ser adquirida com dinheiro do seu bolso. O mesmo acontece com as luvas de protecção.

Para mostrarem as condições em que muitos trabalham reuniram um conjunto de imagens que mostra a degradação de esquadras e outras instalações onde exercem funções, ou os locais onde dormem e tomam banho, com paredes rachadas e cobertas de humidade e até a presença de ratos. As fotografias são de instalações da PSP no Porto, Braga, Entroncamento, Faro e Lisboa. 

O PÚBLICO já pediu uma reacção à Direcção Nacional da PSP, mas até ao momento não obteve resposta.

Já em 2015, o presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP), Paulo Rodrigues, alertava para a degradação das esquadras e para a falta de higiene e dizia que “quem sofre com isto são, numa primeira fase os polícias, porque muitas das esquadras não têm condições de higiene e salubridade, e também os utentes que se deslocam à esquadra para apresentar queixa”.