Polícia Marítima resgata 29 crianças migrantes ao largo da Grécia

Desde 2014, a Polícia Marítima já resgatou 6.725 migrantes no Mediterrâneo.

Imagem do salvamento
Foto
Imagem do salvamento D.R.

A Polícia Marítima (PM) resgatou esta terça-feira 49 migrantes, entre os quais 29 crianças, que tentavam chegar à ilha de Lesbos, na Grécia, a bordo de um bote.

Uma equipa que efectuava patrulhamento recebeu informação sobre um alvo suspeito a navegar a cerca de 4,5 quilómetros do Cabo Karokas, tendo enviado de imediato uma embarcação para o local, onde foi detectado um bote com 49 migrantes a bordo, dos quais 29 crianças, 10 mulheres e 10 homens, estando também uma embarcação da Guarda Costeira grega junto do bote, refere a PM em comunicado.

A Guarda Costeira grega solicitou a colaboração da equipa da Polícia Marítima no transporte dos migrantes para o porto de Skala Skamineas, onde desembarcaram em segurança e foram entregues às autoridades gregas.

Desde 2014, ano em que iniciou a participação na missão POSEIDON, a Polícia Marítima já resgatou 6.725 migrantes no Mediterrâneo. Ao todo, com a Marinha e os militares da GNR, as equipas portuguesas já salvaram mais de 14 mil pessoas.

A Polícia Marítima encontra-se integrada na operação POSEIDON, sob égide da agência europeia Frontex e em apoio à Guarda Costeira grega, com o objectivo de controlar e vigiar as fronteiras marítimas gregas e externas da União Europeia, no combate ao crime transfronteiriço, no âmbito das funções de guarda costeira europeia.

A Grécia acolhe cerca de 70 mil migrantes, principalmente sírios que fugiram do seu país desde 2015, muitos atravessando a vizinha Turquia para depois chegarem à Europa.

Sugerir correcção