Mesmo com a descentralização será o Governo a fixar número de funcionários para escolas

António Costa defendeu que “ninguém melhor que uma autarquia pode medir em concreto” o número e funcionários por escola, mas essa é uma competência que continuará a ser do Governo mesmo quando se concretizar a descentralização na área da educação.

Ao contrário do sugerido por Costa, definição do númerod e funcionários por escola não vai passar para as autarquias
Foto
Ao contrário do sugerido por Costa, definição do número de funcionários por escola não vai passar para as autarquias LUSA/TIAGO PETINGA

Com a gestão do pessoal não docente das escolas prestes a passar-lhes para as mãos, o que deverá acontecer em 2020, há municípios que estão a fazer contas para tentar garantir que o número de funcionários a atribuir pelo Governo seja o que os estabelecimentos escolares precisam de facto.