Presidente revela que tentou condecorar José Mário Branco em vida e ele recusou

Marcelo Rebelo de Sousa elogia cantautor como “símbolo da resistência e da permanente exigência da democracia portuguesa”. Condecoração póstuma depende da aceitação da família.

Marcelo Rebelo de Sousa elogia José Mário Branco
Foto
Marcelo Rebelo de Sousa elogia José Mário Branco Rui Gaudencio

O Presidente da República tentou, ainda em vida de José Mário Branco, atribuir-lhe uma condecoração, mas o cantautor, “com a sua independência, avesso a esse tipo de reconhecimentos, sempre recusou”. No dia da morte do cantautor, Marcelo Rebelo de Sousa faz depender essa “homenagem que lhe é devida” à família e aos mais próximos do músico “cuja obra não se distingue da luta”.

“José Mário Branco era inconfundível, inconfundível na sua voz, na sua independência, na sua rebeldia, na sua não-acomodação. Nunca aceitou honrarias nem condecorações em vida, e sempre insatisfeito. Para José Mário Branco havia uma parte de Abril que estava por realizar. Por isso ele continuou sempre a ser portador dessa insatisfação, em música”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa à RTP, pouco depois de se saber da sua morte.

Recordando temas como Inquietação e Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, Marcelo recorda José Mário Branco como um “símbolo de resistência, de luta e de esperança e um símbolo de permanente exigência da democracia portuguesa”. 

Por isso, acrescenta, o cantautor “foi importante para a construção da democracia política, económica e social, e mesmo para pessoas de quadrantes muitos diferentes do seu, na altura da revolução e nos tempos que se seguiram, ele é uma referência porque nunca desistiu de lutar pelas suas convicções”.

Voltando à hipótese da condecoração póstuma, o chefe de Estado admite que “daqui a algum tempo”, talvez a família possa “aceitar que é uma homenagem que é devida”, mas compreende que isso possa ser visto como uma traição à vontade e memória de quem preferia “o reconhecimento popular, o reconhecimento das suas ideias” ao reconhecimento das condecorações.