Na cervejaria Galiza, a luta dos trabalhadores já deu para pagar parte dos salários

Ao quinto dia, a comissão que assumiu a gestão da cervejaria já conseguiu apurar o suficiente para dar 200 euros a cada trabalhador. A casa continua cheia de gente e de solidariedade. A luta continua, dizem.

Foto
Anna Costa

Ao quinto dia, quando o cansaço já fazia mossa, a resistência dos trabalhadores da cervejaria Galiza foi compensada. A solidariedade crescente desde a passada segunda-feira à noite, quando uma comissão de trabalhadores assumiu a gestão do estabelecimento, impedindo o seu fecho, permitiu juntar uma verba para pagar parte dos salários de Outubro em atraso. Na próxima terça-feira, o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Norte vai reunir-se com a advogada da Galiza no Ministério do Trabalho para delinear como será a gestão do espaço nos próximos dias. Desistir, avisam os trabalhadores, não está em cima da mesa.