Concerto para Sophia a duas vozes e piano

A sessão de abertura do ciclo Sophia e as Artes, no Porto, com o ensaísta Pedro Eiras e o compositor e pianista Amílcar Vasques-Dias, foi um desses momentos mágicos que só acontecem quando tudo se harmoniza – público incluído – num acorde perfeito.

Sophia de Mello Breyner Andresen
Foto
ASM ADRIANO MIRANDA - PòBLICO

É difícil saber qual seria a expectativa média da assistência que este chuvoso sábado à tarde encheu o auditório da Biblioteca Almeida Garrett, no Porto, para ouvir um ensaísta (Pedro Eiras) e um compositor (Amílcar Vasques-Dias) falarem da relação de Sophia de Mello Breyner Andresen com a música, mas só o mais incorrigível dos optimistas teria antecipado a deslumbrante sessão que inaugurou o ciclo Sophia e as Artes.