Pedro Fazeres

As promessas do motorista do autocarro da imortalidade

Com o problema da morte resolvido, “o rejuvenescimento cultural, espiritual, social virá do nosso envolvimento com a tecnologia, à medida que as mentes se fundirem com ela” – e outras ideias radicais de Zoltan Istvan, que se candidatou a Presidente dos EUA para promover o trans-humanismo.

Quando Zoltan Istvan se apresentou como candidato às presidenciais americanas de 2016, angariou dinheiro online e transformou um autocarro num enorme caixão com rodas a que chamou Autocarro da Imortalidade. Percorreu o país numa campanha peculiar que tinha como bandeira o trans-humanismo: a ideia de que, através da tecnologia e da ciência, os humanos podem transcender a sua própria condição, melhorarem as suas capacidades, tornarem-se numa espécie de super-humanos e, objectivo último, resolver o problema da morte.