Peso dos diplomados entre os emigrantes volta a aumentar

Estatísticas demográficas do INE confirmam que há menos emigrantes, mas que a proporção de diplomados entre estes aumentou. E também que a Área Metropolitana de Lisboa é cada vez mais uma excepção em comparação com as outras regiões do país.

Foto
Andre Rodrigues

Depois do pico dos anos da crise económica, o número de emigrantes continua a descer, mas a proporção de diplomados entre os que optam por sair do país para viver fora por um período de tempo de um ano ou mais (emigração permanente) passou de 28,7% em 2017 para 40% em 2018, um valor similar registado ao de 2016. É um dos dados em destaque no retrato anual sobre a população divulgado nesta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).