mohamed_hassan/Pixabay
Foto
mohamed_hassan/Pixabay

És de Belas Artes? Retrata a fertilidade com “leveza” e ganha 1750 euros

Concurso lançado pela Associação Portuguesa de Fertilidade dirige-se aos alunos de Belas Artes de Lisboa e do Porto. Inscrições até 28 de Novembro.

Se és aluno das faculdades de Belas Artes das universidades de Lisboa ou do Porto podes participar num concurso que, através da pintura ou escultura, espera sensibilizar para o tema da fertilidade. O Fertilid'Art é promovido pela Associação Portuguesa de Fertilidade, em parceria com a farmacêutica Merck, e vai premiar os autores dos três melhores trabalhos com 1750, 1000 e 500 euros. Serão ainda seleccionadas mais sete obras para integrar uma exposição que ainda não tem data, nem local marcado.

A participação pode ser feita individualmente ou em grupo (de três elementos, no máximo), mas quem concorre em grupo pode também candidatar-se em nome individual. As inscrições decorrem até dia 28 de Novembro — com entrega das obras até 17 de Janeiro — e os resultados são conhecidos em Fevereiro de 2020.

O objectivo é que os estudantes façam uma “representação do universo da fertilidade, que vai desde a concepção, fertilização, desafios de infertilidade, processo de gravidez, gestação ou até mesmo os estados emocionais associados a todo o processo”, adianta ao P3 Filomena Gonçalves, vice-presidente da associação. “Salientamos a emoção pois a ideia é tratar o tema com leveza porque não é um bicho-de-sete-cabeças.”

Numa altura em que a taxa de fertilidade tem atingido níveis historicamente baixos, “com a mudança do estilo de vida das pessoas, o tabagismo, sedentarismo, o próprio stress do dia-a-dia”, a associação decidiu realizar este concurso voltado para os jovens, pois “são os que estão em idade fértil”, explica Filomena. Até porque, sublinha, “a situação tenderá a piorar nos próximos anos”. Através de uma abordagem “fresca e inovadora de abordar o tema da fertilidade”, a associação acredita que “através da arte se vão conseguir resultados positivos”.

O júri, que ainda não é conhecido, será composto por um membro da Associação Portuguesa de Fertilidade, um representante de cada faculdade e um membro da farmacêutica. Dúvidas podem ser consultadas no regulamento do concurso.