Antiga embaixadora dos EUA na Ucrânia acusa Trump de ameaça e intimidação

Marie Iovanovitch, afastada da embaixada em Kiev pelo Presidente norte-americano, diz que a sua saída pôs em causa o interesse nacional dos EUA e foi favorável a responsáveis ucranianos corruptos.

Marie Iovanovitch faz parte do corpo diplomático há 33 anos
Foto
Marie Iovanovitch faz parte do corpo diplomático há 33 anos Reuters/JONATHAN ERNST

A antiga embaixadora norte-americana em Kiev, Marie Iovanovitch, lançou esta sexta-feira uma dura acusação contra o Presidente dos EUA, Donald Trump, ligando-o a um plano para afastá-la do cargo com a colaboração de responsáveis ucranianos corruptos, e afirmando que se sente intimidada e ameaçada por ele. Durante o depoimento público de Iovanovitch na Câmara dos Representantes, o Partido Democrata admitiu acusar o Presidente Trump de “intimidar uma testemunha”, para além das esperadas acusações formais de suborno e obstrução da Justiça.