Torne-se perito

Multinacional Octapharma investigada por fraude fiscal e branqueamento

O médico Cunha Ribeiro, era presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa, quando esteve em 2012 numa reunião da administração da farmacêutica Octapharma, em Paris, onde jantou com o então CEO do grupo.

Foto
Enric Vives-Rubio

A poderosa multinacional suíça Octapharma escapou da acusação no processo conhecido como O Negativo, mas ainda não se livrou da Justiça portuguesa. No despacho final da investigação, um documento com mais de mil páginas, é mencionado um outro inquérito aberto já este ano e que nasceu deste caso, onde a farmacêutica é suspeita de fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais.