O que nos dizem um gene sobre o autismo e os linfócitos sobre o cancro da mama?

Uma equipa da Universidade de Coimbra e outra da Universidade Nova de Lisboa foram distinguidas com os Prémios Pfizer de 2019 no valor de 25 mil euros, cada um.

,Pesquisa
Foto
Entrega dos prémios é esta quinta-feira Nuno Ferreira Santos

A equipa de João Peça percebeu que um gene de susceptibilidade ao autismo poderá ter uma função generalizável neste transtorno. Já o grupo de Guadalupe Cabral observou células específicas que permitem às doentes com cancro da mama responder de forma favorável uma quimioterapia feita antes da cirurgia. Estes são os trabalhos distinguidos com 25 mil euros (cada um) na 63.ª edição dos Prémios Pfizer, a distinção mais antiga na investigação biomédica em Portugal. Os prémios são entregues esta quinta-feira tarde no Teatro Thalia, em Lisboa.