Rui Gaudêncio
Foto
Rui Gaudêncio

Aveiro distribui sensores para conhecer os percursos dos ciclistas urbanos

Os sensores vão poder realizar até 800 gravações por segundo e permitem detectar e reconhecer riscos e situações com maior intensidade de trânsito.

Um total de 180 equipamentos See.Sense Ace Rear — uma luz de bicicleta com vários sensores instalados — vão ser distribuídos no âmbito da iniciativa Aveiro Tech City, com que a câmara municipal da cidade pretende conhecer os percursos dos ciclistas. Em comunicado, a Câmara de Aveiro anunciou que os equipamentos, que podem realizar até 800 gravações por segundo, permitem detectar e reconhecer riscos e situações com maior intensidade de trânsito, aumentando a luminosidade e ritmo da intermitência, gerir o nível de luz consoante a altura do dia e o nível de bateria existente e com um raio de visibilidade até 1,5 quilómetros de distância.

Segundo a autarquia, a distribuição dos equipamentos está integrada no Desafio de Mobilidade, que tem como principal objectivo potenciar o uso da bicicleta como meio de transporte sustentável e seguro. “Para além de promover a segurança dos ciclistas, será possível recolher informação e dados que nos permitem conhecer e melhorar os trajectos usados por bicicletas, acompanhando as opções de circuito dos seus utilizadores”, salienta uma nota de imprensa da autarquia.

Os sensores vão recolher vários tipos de dados, posteriormente transferidos para uma plataforma urbana do município de Aveiro, neste momento em desenvolvimento pela Altice Labs, no âmbito do projecto Aveiro Steam City. Essa informação vai permitir à Câmara de Aveiro analisar os trajectos usados pelos ciclistas.

Para a divulgação e implementação do projecto, a Câmara conta com a colaboração de entidades locais ligadas à promoção do uso da bicicleta, nomeadamente o NBicla da Associação Académica da Universidade de Aveiro, a Cicloeixo e a Ciclaveiro. O Desafio de Mobilidade terá início em Dezembro e prolonga-se até Dezembro de 2021, estando aberto à participação de maiores de 16 anos, detentores de smartphone com dados e bicicleta própria.

Sugerir correcção