Joana Stichini Vilela, jornalista, e Pedro Fernandes, designer, são os autores do livro Pedro Fazeres

A Lisboa do século XX cabe numa caixa de jogos em forma de livro

Lx Joga - Lisboa como nunca a viu é uma ponte entre gerações — as que viveram uma cidade e um país em ditadura e as que nasceram com a capital aberta ao mundo. Um século de histórias, de vitórias e de derrotas, e dos seus protagonistas reunidos num livro que se transforma em caixa de jogos. Para se manusear sem cerimónia, avisam os autores.

“Jovem, pobre e, na sua maioria, analfabeta. Lisboa entra no século XX a sonhar com o progresso, mas os números contam outra história”. Na Paróquia da Conceição, mais abastada, os homens viviam, em média, até aos 63,6 anos. As mulheres chegavam aos 67,5. Na Paróquia de Alcântara, mais pobre, os homens chegavam aos 40,6 anos e as mulheres aos 43,5 anos. Por cada mil lisboetas nascem 27, casam-se 6,1 e morrem 27,7. Quase dois terços dos lisboetas não sabe ler nem escrever.