Almodóvar, Polanski, Bellocchio e Lanthimos na corrida aos Prémios do Cinema Europeu

Há duas curtas-metragens de realizadores portugueses nos nomeados: Cães que Ladram aos Pássaros, de Leonor Teles, e Les Extraordinaires Mésaventures de la Jeune Fille de Pierre, de Gabriel Abrantes.

Foto
Les Extraordinaires Mésaventures de la Jeune Fille de Pierre, de Gabriel Abrantes DR

Os filmes Dor e Glória, de Pedro Almodóvar, A Favorita, de Yorgos Lanthimos, J’accuse, de Roman Polanski, O Traidor, de Marco Bellocchio, Les Misérables, da francesa Ladj Ly, e Systemsprenger, da alemã Nora Fingscheidt, são os nomeados na categoria de melhor filme para a 32.ª edição dos Prémios do Cinema Europeu. Anunciada este sábado, em Berlim, pela Academia Europeia do Cinema, a lista contém, na categoria de melhor realizador, os mesmos Almodóvar, Polanski, Bellocchio e Lanthimos, na companhia da francesa Céline Sciamma, que dirigiu Portrait de la Jeune Fille en Feu.

Na categoria de melhor actor estão nomeados Antonio Banderas, protagonista de Dor e Glória, ao lado de Jean Dujardin (J’accuse), Pierfrancesco Favino (O Traidor), Levan Gelbakhiani (And then We Danced), Alexander Scheer (Gundermann) e Ingvar Eggert Sigurðsson (Hvítur, Hvítur Dagur). Já para os prémios de melhor actriz foram nomeadas Olivia Colman, pelo seu papel em A Favorita, Trine Dyrholm (Dronningen), Noémie Merlant e Adèle Haenel (Portrait de la Jeune Fille en Feu), Viktoria Miroshnichenko (Dylda) e Helena Zengel (Systemsprenger).

Na lista de nomeados contam-se também duas curtas-metragens de realizadores portugueses: Cães que Ladram aos Pássaros, de Leonor Teles, e Les Extraordinaires Mésaventures de la Jeune Fille de Pierre, uma co-produção luso-francesa dirigida por Gabriel Abrantes. O primeiro, já se sabia que estava na corrida aos prémios da Academia Europeia desde a sua escolha, no início de Setembro, pelo júri da secção Horizontes do Festival de Cinema de Veneza, onde teve a sua estreia mundial. O filme de Leonor Teles acompanha os dias de Verão de Vicente e da sua família, obrigados a sair da sua casa no centro do Porto, por força da especulação imobiliária.

Les Extraordinaires Mésaventures de la Jeune Fille de Pierre, uma curta-metragem de 20 minutos escrita e dirigida por Gabriel Abrantes, associa a imagem real e a animação a contar a história de uma escultura do Louvre que foge para as ruas de Paris por estar farta de ser uma ornamentação. Teve a sua estreia na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes.

Os prémios da Academia Europeia de Cinema serão entregues numa cerimónia marcada para 7 de Dezembro em Berlim, capital da Alemanha.