“Febre” do lítio ameaça Alto Douro Vinhateiro

Direcção Regional de Cultura, CCDR e Ministério do Ambiente asseguram pretender impedir que a exploração de lítio venha a comprometer a classificação do Douro como Património Mundial. Já há minas a explorar a região. A Fortescue, a principal interessada na prospecção, mantém os seus pedidos.

Agricultura
Foto
Goncalo Dias

Ainda não há nenhuma decisão tomada, nem nenhum despacho sobre os pedidos de prospecção e pesquisa que a empresa australiana Fortescue entregou para 21 áreas, três das quais abrangem zonas classificadas como Património Mundial, no Alto Douro Vinhateiro. Mas já há muita preocupação, vários pedidos de esclarecimento e também promessas, por parte da tutela, de que nada avançará que possa pôr em causa essa classificação.