Crónica de jogo

O fato europeu continua a vestir bem ao Sp. Braga

Os minhotos derrotaram o Besiktas, por 3-1, e têm praticamente garantida a qualificação para os 16 avos-de-final da Liga Europa.

Foto
Paulinho bisou no encontro e foi a figura maior dos bracarenses LUSA/HUGO DELGADO

No campeonato português o início de época do Sp. Braga tem sido pobre e a percentagem de vitórias dos minhotos ao fim de dez jornadas é de apenas 30%, mas o fato europeu continua a vestir muito bem aos bracarenses. Após venceram os quatro jogos na fase de qualificação, a equipa de Ricardo Sá Pinto somou nesta quinta-feira a terceira vitória em quatro jornadas do Grupo K da Liga Europa e está a apenas um ponto de garantir matematicamente a qualificação para os 16 avos-de-final. Contra o Besiktas, os golos do triunfo (3-1) dos “arsenalistas” foram apontados por Paulinho (2) e Wilson Eduardo.

Para muitos treinadores os jogos a meio da semana nas provas europeias são um empecilho e uma dor de cabeça, mas Sá Pinto continua a encontrar balões de oxigénio na Liga Europa. Num incómodo 11.º lugar do campeonato português a 15 pontos do líder Benfica, o técnico do Sp. Braga optou por mudar pouco em relação à partida no passado fim-de-semana contra o Famalicão, mas acabou por vencer com naturalidade um Besiktas que começa a fazer figura de corpo presente no grupo: quatro jogos, quatro derrotas.

Com apenas uma mudança na baliza (Eduardo no lugar de Matheus) e outra no centro da defesa (Wallace substituiu Pablo), o Sp. Braga entrou bem no jogo e Ricardo Horta foi o protagonista dos dois primeiros lances de perigo para a baliza dos turcos: Karius e Roco impediram o golo do extremo.

Não foi à primeira e segunda, mas à terceira o Sp. Braga marcou. Em cima do minuto 15, Sequeira marcou um canto e Paulinho desviou com muita qualidade de cabeça para o fundo da baliza. A jogar em velocidade, os minhotos continuaram a causar problemas aos turcos, mas numa das primeiras investidas no ataque, o clube Istambul marcou: o neozelandês Tyler Boyd, que jogou no V. Guimarães, sentou Sequeira e rematou colocado, não dando hipóteses a Eduardo.

Perdida a vantagem, o Sp. Braga podia ficar intranquilo e perder o controlo da partida, mas o empate durou apenas meia dúzia de minutos. Após uma boa jogada na esquerda, entre Sequeira e Galeno, Paulinho antecipou-se aos centrais do Besiktas e fez o 2-1.

Mas antes do intervalo, ainda houve mais boas notícias para Sá Pinto: Jeremain Lens teve uma entrada dura sobre Palhinha a meio-campo e o árbitro lituano, com excesso de rigor, mostrou o cartão de vermelho directo ao internacional holandês.

Com vantagem no marcador e no número de jogadores, o Sp. Braga acabou por ter uma segunda parte tranquila. Os turcos, a espaços, ainda procuravam criar perigo em contra-ataque, mas as oportunidades de perigo surgiam todas na baliza de Karius e já nos últimos dez minutos, o jogo ficou definitivamente resolvido.

Novamente com Galeno em destaque – segunda assistência do brasileiro -, Wilson Eduardo antecipou-se ao guarda-redes alemão do Besiktas e fez o 3-1. Já no período de descontos, o “7” do Sp. Braga esteve perto de bisar, mas Karius conseguiu desviar o remate do português para o ferro da sua baliza.

Com o triunfo do Sp. Braga frente aos turcos e a vitória do Wolverhampton em Inglaterra frente ao Slovan Bratislava, os minhotos mantêm-se na liderança do Grupo K, com seis pontos de vantagem sobre o terceiro classificado, e precisam de apenas um ponto para garantir o apuramento.