Governo aposta no aumento do salário mínimo já, acordo de rendimentos fica para depois

Salário mínimo para 2020 não andará longe dos 635 euros mensais. Nesta primeira fase, António Costa decidiu separar a discussão sobre o aumento do salário mínimo da discussão sobre um acordo mais amplo para aumento de rendimentos.

António Costa
Foto
António Costa já deu todos os sinais de que quer o acordo para o aumento de rendimentos ao longo da legislatura como a sua primeira grande medida neste novo Governo. Nuno Ferreira Santos

Os parceiros sociais vão debater esta quarta-feira o aumento do salário mínimo nacional para 2020 com a nova ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, que lidera a Concertação Social. Os valores finais para o próximo ano ainda não estão fechados, mas deverão rondar os 635 euros mensais, um aumento em linha com a meta traçada pelo primeiro-ministro de 750 euros em 2023. Esta primeira reunião da Concertação Social será apenas sobre este assunto, uma vez que António Costa decidiu separar um aumento de curto prazo do salário mínimo da discussão sobre um acordo de médio prazo para o aumento de rendimentos.