Depois das bicicletas, Uber põe 200 trotinetes nas ruas de Lisboa

Viagens vão custar 20 cêntimos por minuto. Na semana passada, a empresa sueca Voi anunciou que ia retirar 200 trotinetes das ruas de Lisboa, deixando de operar em Portugal.

Bicicleta híbrida
Foto
DR

Primeiro, chegaram as bicicletas Jump, agora serão as trotinetes eléctricas partilhadas da marca que é detida pela Uber a circular por Lisboa. O anúncio foi feito no palco principal da Web Summit, que está a decorrer pelo quarto ano consecutivo em Lisboa, pelo director de produto da Uber, Manik Gupta. Nos próximos dias, estarão a circular pela cidade 200 trotinetes eléctricas, disponíveis 24h por dia, custando aos utilizadores 20 cêntimos por minuto, sem taxa de desbloqueio.

Este novo serviço entra em Lisboa depois de a empresa sueca Voi ter recentemente anunciado que ia deixar de operar em Portugal, retirando das ruas 200 trotinetes. A empresa justificou a saída com as condições regulatórias e de mercado. “Lamentamos anunciar que decidimos encerrar as nossas operações em Lisboa e, de forma efectiva, em Portugal. A decisão de deixar Portugal foi feita depois de uma ponderação cuidada e é baseada nas condições regulatórias e de mercado”, notou a empresa em comunicado. 

Na mesma nota, a empresa falava da “desorganização” e da “circulação insegura” que se vive em Lisboa, tendo em conta o elevado número de empresas que disponibiliza este serviço na capital — chegaram a ser, pelo menos, nove — sugerindo que o processo de licenciamento deste serviço, que está nas mãos da câmara, seja alterado, recorrendo, por exemplo, a um leilão de licenças.

Esta é a segunda novidade da empresa norte-americana para Lisboa num mês. No início de Outubro, a Jump disponibilizou uma espécie de passes mensais para a utilização das suas bicicletas eléctricas partilhadas e anunciou o aumento do preço das viagens fora dos planos de subscrição, passando de 15 para 20 cêntimos por minuto. 

À semelhança do que já acontece com os veículos das restantes empresas, o estacionamento das trotinetes está proibido nas “zonas vermelhas” definidas pela autarquia e que incluem zonas do centro da cidade, Chelas, Alta de Lisboa e parte norte da freguesia da Ajuda.

Sugerir correcção