Dinendra Haria/SOPA Images/LightRocket via Getty Images
"Brexit"

Um capítulo “trapalhão” numa União Europeia “complicada”

Quatro eurodeputados britânicos ajudam-nos a compreender melhor o complexo processo de separação do Reino Unido. O retrato é não só o de um país espartilhado, mas também o de uma União Europeia a braços com um crescente movimento populista. Como pano de fundo, há dramas sociais reais e respostas cada vez mais difíceis de traduzir no preto e branco das resoluções comunitárias.

“O ano é 2192. O primeiro-ministro britânico visita Bruxelas para pedir uma extensão do ‘Brexit’. Ninguém se lembra como é que esta tradição começou, mas todos os anos ela atrai muitos turistas de todo o mundo”. A piada correu o Twitter no final de Outubro, naquele sábado em que o Parlamento britânico se reuniu excepcionalmente para mais uma “votação determinante” para a concretização do “Brexit”, e resume de forma anedótica, mas não totalmente irrealista, um processo que se arrasta há três anos, desde Junho de 2016, quando os britânicos votaram para sair da União Europeia (UE).