Entrevista com a ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública

Relatório Cravinho tem “pistas muito importantes ao nível da desconcentração”

A regionalização não está em cima da mesa. Mas o Governo vai avançar com a eleição indirecta das CCDR e também a eleição directa das assembleias das áreas metropolitanas de Lisboa e Porto.

Foto
Alexandra Leitão é a ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública Daniel Rocha

Alexandra Leitão vai aproveitar o que classifica como “pistas muito importantes ao nível da desconcentração” deixadas pelo relatório feito pela comissão independente, presidida por João Cravinho. Mas deixa cair a regionalização proposta pelo documento. “Não é exactamente naqueles termos que foi estabelecido o nosso contrato com o povo português”, diz a ministra. E vai avançar com a desconcentração de serviços para as Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR).