O PÚBLICO na Escola está de volta

Trata-se de um projecto pioneiro do PÚBLICO e está de volta, com apresentação marcada para 5 de Novembro. A literacia mediática é uma das grandes batalhas que hoje se travam e este projecto ajuda as escolas a ler e interpretar o mundo que rodeia os alunos.

Fotogaleria
Fotogaleria
PAULO PIMENTA

O PÚBLICO, um jornal que tem inscrita na sua matriz a promoção da imprensa como instrumento formativo e de apoio às actividades escolares, retoma, no ano lectivo de 2019-20, numa parceria com o Ministério da Educação e a Fundação Belmiro de Azevedo, um projecto pioneiro que desde o primeiro momento suscitou grande interesse e adesão: o PÚBLICO na Escola, com apresentação marcada para o dia 5 de Novembro.

A literacia mediática é uma das grandes batalhas que hoje se travam, num esforço para dotar os cidadãos de ferramentas que lhes permitam ler e interpretar o mundo que os rodeia, para que nele possam intervir enquanto actores informados, esclarecidos, atentos e empenhados, com sentido crítico, responsabilidade social e capacidade de acção. Um vector vital no trabalho global em prol da cidadania, que tem na Estratégia Nacional para a Cidadania o seu documento de referência.

A escola é interpelada para chamar a si um papel fulcral nesta tarefa de apetrechar os alunos com um conjunto de competências que os ajudem a enfrentar desafios que são novos e de disseminação rapidíssima, pelo que exigem respostas igualmente rápidas. Mais do que os conhecimentos técnicos para usar as tecnologias (que durante anos foi a preocupação maior em disciplinas como TIC), hoje é fundamental fornecer aos estudantes instrumentos que lhes permitam um uso consciente dos meios de comunicação social; que os incentivem a reflectir, a saber reconhecer uma fonte de informação (ou a ausência dela), a distinguir o jornalismo da propaganda e da desinformação em geral e a perceber a sua importância e responsabilidade, a levantar questões, a dar pela falta do contraditório, a tomar decisões, a fazer escolhas, a ser exigentes. Em suma: que os deixem menos indefesos. 

PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
Fotogaleria

Propomo-nos:

  • contribuir para uma relação mais próxima entre a actualidade mediática e a escola;
  • ajudar a descodificar a linguagem da imprensa e dos media em geral;
  • promover o desenvolvimento do espírito crítico;
  • facultar ferramentas para pesquisar, avaliar, utilizar e criar a informação de forma eficaz, em qualquer formato;
  • disponibilizar propostas de actividades para sala de aula/biblioteca escolar, a partir de conteúdos do jornal PÚBLICO (numa primeira fase privilegiaremos o 3.º ciclo do ensino básico e o ensino secundário);
  • divulgar iniciativas em curso nas escolas no domínio da educação para os media;
  • promover contacto e articulação com outros projectos já em curso;
  • propor instrumentos de formação para professores;
  • dar voz aos alunos;
  • manter visitas às redacções;
  • fomentar a criação de jornais escolares.

Com o PÚBLICO na Escola regressa também o Concurso Nacional de Jornais Escolares, para todos os níveis e ciclos da escolaridade obrigatória.

Num momento em que a formação de novas gerações de leitores se assume como decisiva para a construção de sociedades esclarecidas, o PÚBLICO na Escola pretende voltar a desempenhar um papel fulcral como aliado relevante dos envolvidos, dos professores aos alunos, dos jornalistas aos pais dos alunos. E reforçar a sua marca de responsabilidade educativa no desenvolvimento das competências inscritas no “Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória”. 

PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PAULO PIMENTA
Fotogaleria

Coordenação do projecto: Bárbara Simões e Luísa Gonçalves
Contacto: [email protected]