Miguel Farias. A ciência da meditação

O convidado desta semana no podcast 45 Graus, conduzido por José Maria Pimentel, é o psicólogo experimental Miguel Farias, doutorado pela Universidade de Oxford e professor na Universidade de Coventry, cuja investigação incide sobretudo na área da psicologia da crença e da espiritualidade. Foi daí que resultou o livro The Buddha Pill (em português, Como a Meditação Pode (ou não) Mudar a Sua Vida), que escreveu com Catherine Wikholm.

O livro (que serve de base à conversa) é uma viagem pelo que a investigação científica permite concluir em relação aos efeitos da meditação: os benefícios reais, os benefícios que parecem francamente exagerados pelos promotores da meditação e mesmo os perigos que pode trazer a quem a pratica. A conversa navega entre tópicos como os efeitos da meditação, o seu enquadramento histórico nas tradições espirituais hindus e budistas, a espiritualidade no geral e ainda uma comparação entre a meditação e outras abordagens, como a psicoterapia ou simples técnicas de respiração.

A meditação é praticada desde a antiguidade, e por todo o mundo, até recentemente tipicamente num contexto religioso, e normalmente enquanto como parte do caminho de desenvolvimento espiritual. Já a chamada mindfulness tem origem no Budismo mas, na maior parte das aplicações actuais, usa-se apenas a técnica de concentração, sem a interpretação espiritual. O livro de Miguel Farias e Catherine Wikholm é, assim, uma espécie de água na fervura sobre a actual onda de entusiasmo sobre meditação.

Subscreva o programa 45 Graus no iTunes, Spotify ou nas aplicações para podcasts. Descubra outros programas em publico.pt/podcasts.