Líquen
DR
Conto de não-ficção

Sonho com renhidas batalhas microscópicas

Na parede de um corredor do IPO, um cartaz informou-nos de que estávamos no Outubro Rosa. Passaste por ele como se não fosse nada contigo. “Talvez para o ano que vem, ou no outro”, disseste. “Noutro Outubro qualquer”

Sonho com renhidas batalhas microscópicas, exércitos de células a desembarcar numa praia amarela, diante das altas muralhas de uma cidade. Esta minha Ilíada passa-se no teu corpo, no gânglio sentinela da tua axila direita, e os sitiados vencem, escorraçam os intrusos. Não há no meu sonho a argúcia de Ulisses, não há cavalo de Tróia.