Escolas já podem contratar funcionários para substituir os que se ausentem por mais de 30 dias

Directores calculam que 10% dos funcionários das escolas estejam ausentes por doença. Escolas já receberam “luz verde” para recorrerem às “bolsas de contratação” e assim assegurarem as substituições.

,Lição
Foto
Segundo os directores, 10% dos funcionários das escolas estão de baixa Adriano Miranda (arquivo)

As escolas já têm “luz verde” do Ministério da Educação (ME) para recorrerem às respectivas “bolsas de contratação” de assistentes operacionais, prometidas pelo ministro Tiago Brandão Rodrigues em Fevereiro. Numa altura em que a escassez de funcionários tem levado ao encerramento de várias escolas, e em que, segundo a estimativa feito ao PÚBLICO pelo director da Associação Nacional de Directores e Agrupamentos e Escolas Públicas (Andaep), Filinto Lima, os assistentes operacionais ausentes por doença somam cerca de 10% do universo total, a possibilidade dada às escolas de substituir de forma célere quem se ausente por mais de 30 dias “é uma óptima notícia”.