Torne-se perito

Haiti pode ficar às escuras porque o Governo é mau pagador

O fornecimento de electricidade pode estar em causa a partir de segunda-feira porque o Governo está a falhar pagamentos. O Haiti é há meses palco de protestos contra o Presidente Moise.

Jovenel Moïse
Foto
Protestos em Port-au-Prince Andres Martinez Casares/REUTERS

O fornecimento de electricidade no Haiti pode estar em causa a partir de segunda-feira porque o Governo está a falhar pagamentos que assegurem combustível para produzir energia, informou uma das principais empresas do sector.

A Sogener informou que só poderá manter a taxa actual de produção das centrais eléctricas até segunda-feira, “a menos que a empresa [estatal] Electricidade do Estado do Haiti [EDH] reduza o seu nível de consumo”, afirmou em carta pública o presidente da empresa, Jean Marie Vorbe.

A companhia eléctrica diz que não tem combustível porque não pode pagar o seu último pedido de 30.000 barris de diesel porque o Banco da República do Haiti não cumpriu com os pagamentos correspondentes.

“Fizemos o possível para adquirir combustível no mercado local, mas devido às limitações actuais e à falta de fluxo de caixa, devido a pagamentos em atraso, apenas uma quantidade mínima foi obtida”, pode ler-se no documento dirigido ao EDH, ministérios da Economia e Obras Públicas, Banco Nacional de Crédito, Banco da República do Haiti e Banco da União Haitiana.

Nos últimos dias registou-se um confronto aberto entre a Sogener e o Estado haitiano, depois do presidente do Haiti, Jovenel Moise, ter dito, num discurso, que os males do país são culpa do “sistema”, numa referência às estruturas económicas que rodeiam o poder.

O Haiti é há meses palco de protestos contra o Presidente Moise, exigindo que saia do poder.

Sugerir correcção