Especialização, colaboração, freelance: os designers millennial mostram-se no Porto

Na Galeria Municipal do Porto, a exposição Millennials — Design do Novo Milénio abre uma janela para o design dos nossos dias e para as dinâmicas, tecnológicas ou analógicas, que o caracterizam, com a interactividade à cabeça.

Fotogaleria
Detalhe da instalação Big Kitchen 2.0 Anna Costa
Fotogaleria
Ongoing Experimental Portrait Projects, de Tomba Lobos Anna Costa
Fotogaleria
Detalhe da instalação Big Kitchen 2.0 Anna Costa
Fotogaleria
Millennials: 2019 That Could Be, de João Castro Anna Costa
Fotogaleria
Detalhe da instalação Big Kitchen 2.0 Anna Costa
Fotogaleria
XXIII, de Rita Matos Anna Costa
Fotogaleria
Responsive Typography, de Damian Conrad Anna Costa

Há um barulho de fundo permanente na Galeria Municipal do Porto. Pingue. Pongue. Pingue. Pongue. É o uso que os visitantes dão à peça de Daniel Sousa, Ping 3.0, que une três mesas de pingue-pongue como uma peça de Tetris evoluída. Ao lado, outras peças da exposição Millennials – Design do Novo Milénio convidam a jogar ou a fazer mais do que contemplar. Há uma cozinha tipográfica e um quimono que fala de igualdade e liberdade, e portugueses e estrangeiros a comunicarem numa mesma língua: a do design praticado pelos millennials. Que revela, resume o curador José Bártolo, “uma explosão da definição mais tradicional do design de comunicação”.