Harry e William não se falam e Isabel II não gostou que se soubesse

“Não nos vemos tanto como era costume, porque estamos muito ocupados, mas eu amo-o muito. Como irmãos, temos dias bons e dias maus”, declarou o duque de Sussex.

Príncipe Harry, duque de Sussex
Foto
Reuters/Toby Melville

Harry confessou, numa entrevista à ITV, que já pouco fala com o irmão, William. A declaração deixou Isabel II aborrecida, dizem fontes de Buckingham aos jornais britânicos.

Passam 18 meses desde que o príncipe — o sexto na linha de sucessão ao trono do Reino Unido, a seguir ao pai, ao irmão e aos três sobrinhos — casou com a actriz Meghan Markle e a avó lhes deu o título de duques de Sussex. Então William foi o padrinho e, ainda antes do casamento, os dois casais apareceram juntos em iniciativas, tendo sido apelidados de Fab Four. Contudo, a amizade entre os dois casais tem sido escrutinada pela comunicação social e Harry veio agora confirmar que nem tudo está bem entre os dois irmãos.

Na entrevista, que aconteceu durante a viagem a África, Meghan falou sobre as dificuldades em lidar com o escrutínio público, admitiu que se sentiu “vulnerável” durante a gravidez e confessou que os seus amigos a aconselharam a não casar com Harry devido à exposição a que estaria sujeita. Já Harry confessou que há caminhos que o separam do irmão. “Não nos vemos tanto como era costume, porque estamos muito ocupados, mas eu amo-o muito. Como irmãos, temos dias bons e dias maus.”

Harry, que em conjunto com William e Kate, estava apostado na promoção da saúde mental — tendo sempre por referência o que ele e o irmão sofreram com a morte da mãe, a princesa Diana —, com a mulher encontrou outras áreas com que se preocupar como a sustentabilidade e o empoderamento feminino. Em Junho, os duques de Cambridge e os de Sussex formalizaram essa separação, divulgando que não continuariam a trabalhar em conjunto, mas que poderiam continuar a fazê-lo, mantendo por exemplo, a Heads Together, a fundação promotora da saúde mental, na qual já antes participavam.

Segundo a imprensa britânica, a avó, Isabel II, não ficou satisfeita com as declarações de Harry, E, nesta terça-feira, alguns meios de comunicação decidiram lembrar a Harry que Diana sempre quis que os filhos fossem amigos.