Jordi Sánchez

Catalunha: “A nossa arma foi uma urna eleitoral”

A partir da prisão de Lledoners, Jordi Sànchez, um dos condenados no processo dos independentistas da Catalunha, deixa um aviso: “Não é possível que Aznar tenha negociado com a ETA e Sánchez não o faça com um movimento pacífico”.