Viagens

Lonely Planet divulgou a lista dos "melhores dos melhores" destinos para 2020

Editora apontou a direcção de dez países, dez cidades e dez regiões do mundo. Para visitar no próximo ano.

Aruba Qijin Xu/Unsplash
Fotogaleria
Aruba Qijin Xu/Unsplash

Nem sempre bem tratada, a floresta Amazónia brasileira é uma das dez regiões assinaladas no mapa Lonely Planet, editora que, como vem sendo habitual, apontou alguns destinos a ter em conta nos planos para o ano que se avizinha. "É o mundo natural no seu estado mais puro", diz a Lonely Planet. "A selva nublada é o lar de algumas das plantas e animais mais raros do mundo, além de comunidades que permanecem como administradores dessa grande extensão verde há séculos.

À medida que o clima do nosso planeta muda, a conservação da Amazónia brasileira torna-se fundamental." A lista dos "melhores dos melhores", diz a editora de guias de viagens, foi compilada com a ajuda de jornalistas, editores, influenciadores e "até a nossa família".

Dez países (nesta galeria): Butão, Inglaterra, Macedónia do Norte, Aruba (ilha das Caraíbas holandesas que a Lonely Planet inclui nesta lista), Suazilândia, Costa Rica, Holanda, Libéria, Marrocos e Uruguai. Dez cidades: Salzburgo (Áustria), Washington (EUA), Cairo (Egipto), Galway (Irlanda), Bona (Alemanha), La Paz (Bolívia), Kochi (Índia), Vancôver (Canadá), Dubai (Emirados Árabes Unidos) e Denver (EUA). Dez regiões: A rota da seda da Ásia Central, Le Marche (Itália), Tohoku (Japão), Maine (EUA), Lord Howe Island (Austrália), província de Guizhou (China), província de Cádis (Espanha), Nordeste da Argentina, Golfo de Kvarner (Croácia) e a Amazónia brasileira.

Butão
Butão Stringer/Reuters
Inglaterra,Inglaterra
Inglaterra,Inglaterra Phil Noble/Reuters
Macedónia do Norte,Macedónia do Norte
Macedónia do Norte,Macedónia do Norte Marko Djurica/Reuters
Suazilândia
Suazilândia Ashim Silva/Unsplash
Costa Rica
Costa Rica Juan Carlos Ulate/Reuters
Holanda
Holanda Cris Toala Olivares/Reuters
Libéria,Libéria
Libéria,Libéria Bethany Laird/Unsplash
Marrocos
Marrocos Youssef Boudlal/Reuters
Uruguai
Uruguai Pablo La Rosa/Reuters
Sugerir correcção