Chuva dá tréguas (pelo menos até ao fim-de-semana)

O IPMA prevê uma descida das temperaturas para os próximos dias.

Foto
PAULO PIMENTA

Esta semana, e ao contrário do que aconteceu no sábado e no domingo, a chuva dará tréguas: pelo menos a partir de amanhã e até ao próximo fim-de-semana não choverá em grande parte do país.

Ainda assim, para esta segunda-feira, existe a possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoada, em especial durante a tarde e principalmente nas regiões do Interior e Norte. De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) a ausência de precipitação traz consigo uma pequena descida da temperatura mínima em algumas regiões do país.

No continente, as mínimas deverão oscilar entre os 3ºC  de Bragança e os 11ºC  de Lisboa e as máximas entre os 11ºC da Guarda e os 21ºC de Santarém. Apesar das tréguas, a chuva poderá chegar a cair em Bragança (13ºC de máximas, 3ºC de mínimas), Vila Real (14ºC de máximas, 6ºC de mínimas), Guarda (11ºC de máximas, 4ºC de mínimas), Braga (18ºC de máximas e 6ºC de mínimas) e Viseu (14ºC de máximas, 4ºC de mínimas).

Em grande parte do território português, o céu estará nublado, apresentando períodos de maior nebulosidade a partir do final da manhã, e o vento estará fraco, soprando temporariamente moderado (até 25 km/h) de noroeste no litoral oeste durante a tarde, reporta o IPMA.

Para Lisboa e Porto, o IPMA apresenta previsões muito semelhantes: céu geralmente pouco nublado, apresentando períodos de maior nebulosidade durante a tarde com possibilidade de ocorrência de aguaceiros. Vento em geral fraco e pequena descida da temperatura mínima.

O estado do tempo deverá manter-se igual na terça-feira céu geralmente pouco nublado, apresentando períodos de maior nebulosidade a partir do final da manhã, possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoada, mais prováveis no interior e durante a tarde, e ainda vento fraco, neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais e pequena descida da temperatura mínima que estará em linha com o dia anterior.

O IPMA prevê que Santarém mantenha os 21ºC, Setúbal e Lisboa os 20ºC de máximas. Faro, Beja, Évora, Sines, Viana do Castelo e Braga chegarão aos 19ºC, Sagres, Castelo Branco, Leiria, Coimbra, Aveiro aos 18ºC. Outras zonas do país registarão temperaturas mais baixas, como é o caso de Portalegre, Viseu e Bragança (15ºC) e a Guarda, que se fica pelo 11ºC de máximas.

Para meio da semana, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê um quadro semelhante ao dos dias anteriores, com uma nova descida, ainda que ligeira, da temperatura mínima.

Em grande parte do país, a chuva só deverá regressar no sábado e no domingo.

A quantidade de chuva que caiu este sábado no Porto foi quase metade do que é habitual para o mês de Outubro. Nos últimos 30 anos, por norma, Outubro tem registado uma precipitação mensal na ordem dos 245 milímetros (mm). Este sábado, os níveis de precipitação rondaram os 125 mm e o Comando Distrital de Operações de Socorros (CDOS) do Porto registou 420 ocorrências relacionadas com a chuva intensa sentida no distrito.