Torne-se perito

Pulseiras electrónicas pouparam ao Estado mais de 13,8 milhões de euros em três anos

Solução fica mais barata do que o sistema de reclusão em estabelecimento prisional.

Pulseira
Foto
Entre Janeiro e Julho de 2019, a DGRSP recebeu 1 372 pedidos para execução de penas e medidas fiscalizadas por vigilância electrónica. RS Ricardo Silva

Em três anos a utilização das pulseiras electrónicas como solução alternativa à prisão num Estabelecimento Prisional (EP) poupou ao Estado mais de 13,8 milhões de euros.