Opinião

Marcelo e a visita das influencers

As reacções ao caso têm muita importância, porque arrastam consigo insuportáveis preconceitos sociais e culturais.

Há coisas de que não consigo evitar falar, porque o contacto do preconceito elitista com a pele causa-me irritação. É, se quiserem, uma doença antiga de um quarentão alentejano, que apesar de já viver há trinta anos na capital ainda não adquiriu os anticorpos necessários para ficar imune aos lisboetas emproados. O caso em si não tem importância nenhuma – o Presidente da República decidiu receber em Belém um grupo de trinta e tal influenciadores digitais, entre instagramers, youtubers e bloggers –, mas as reacções ao caso têm muita importância, porque arrastam consigo insuportáveis preconceitos sociais e culturais, a incapacidade de respeitar pessoas com interesses ditos “menores”, a alergia aos fenómenos que nos ultrapassam, e tudo isto embrulhado numa argumentação demasiado parecida com aquela que eu próprio ouvi por alturas do 10 de Junho – e isso chateia-me.