Benfica vence Sporting e assume liderança isolada na Liga feminina

Sporting cai para segundo, Benfica isola-se na liderança, com 12 pontos.

Foto
SL Benfica

Os golos de Nycole e Darlene permitiram este sábado ao Benfica assumir a liderança isolada da Liga feminina de futebol, ao receber e vencer o Sporting, por 3-0, em jogo da quarta jornada.

A equipa “encarnada” colocou-se em vantagem aos 24 minutos, através de Nycole Calado, tendo confirmado o triunfo já na recta final da partida, com um “bis” de Darlene, aos 78, na conversão de uma grande penalidade, e aos 90+3.

À entrada para este encontro, as duas equipas dividiam a liderança, com nove pontos, pelo que, com este resultado, o Benfica, que mantém a invencibilidade, soma agora 12 pontos e o Sporting nove, caindo para segundo.

As jogadoras “encarnadas” manifestaram total superioridade ao longo de todo o encontro, tendo o Sporting feito o primeiro remate à baliza no primeiro minuto da segunda parte, mas, mesmo assim, praticamente não importunou a baliza defendida por Dani Neuhaus e depois por Dida, quando a primeira saiu lesionada, aos 60 minutos.

Depois de dois avisos, Nycole, aos 24 minutos, levou a melhor sobre a guarda-redes Patrícia Morais, na sequência de um canto, e, depois de dois remates não concretizados por parte de Geyse, fez o 1-0.

O Sporting procurou crescer no terreno, conquistar a posse de bola, mas isso acabou por não ter efeitos práticos, já que no primeiro tempo as “leoas” não fizeram qualquer remate à baliza de Dani Neuhaus.

Ao intervalo, a treinadora Susana Cova procurou corrigir os erros e o Sporting entrou mais ofensivo, tendo Hannah Wilkinson dado o primeiro sinal de perigo aos 47 minutos, após cruzamento de Rita Fontemanha.

Com o jogo mais dividido, sobretudo na zona do meio-campo, a equipa de Alvalade subiu o bloco, o que obrigou as comandadas de Luís Andrade a correr mais para conseguir chegar ao golo.

A lesão da guarda-redes Dani Neuhaus obrigou Luís Andrade a mexer na equipa, tendo promovido a estreia a Dida, aos 60. O Benfica não perdeu o foco e, aos 65 minutos, Darlene, com um remate antes da linha de meio-campo, procurou surpreender Patrícia Morais, mas o remate saiu ao lado.

Aos 76 minutos, a árbitra aveirense Sandra Bastos assinalou grande penalidade a castigar falta de Tatiana Pinto sobre Geyse. Darlene não perdoou e fez o 2-0, aos 78.

Em cima do apito final, Darlene “bisou” com um “chapéu” a Patrícia Morais, após assistência de Andreia Faria.