Governos do euro menos preocupados com consolidação orçamental

Embora de forma moderada, a maior parte dos países do euro aponta para uma deterioração do saldo orçamental, com aumento da despesa e investimento público. No caso de Portugal, ainda será preciso esperar pela negociação do OE

União Européia
Foto
epa/JULIEN WARNAND

O Banco Central Europeu (BCE) pediu uma política expansionista e os governos da zona euro parecem estar dispostos, embora de forma moderada, a responder. Nas versões preliminares dos seus orçamentos para 2020, a maioria dos países aponta para uma deterioração do saldo orçamental, com aumento do peso da despesa e do investimento público no PIB. Para já, no caso de Portugal, Governo e oposição ainda se preparam para a negociação das medidas do OE.