Opinião

Era uma vez os curdos

Sem eles, o ISIS não teria sido derrotado. Mas agora parece que está prestes a repetir-se a sina curda.

Em traços largos, no século XIX os conservadores eram imperialistas, os liberais eram nacionalistas e os socialistas eram cosmopolitas. Se os conservadores eram imperialistas por tradicionalismo e apego ao princípio dinástico, considerando que a lealdade a uma família imperial era a melhor maneira de preservar a estabilidade em territórios vastos e muitos diversos, os socialistas eram cosmopolitas porque consideravam que a transformação da economia na revolução industrial equalizava a situação dos trabalhadores em várias partes do mundo, a precisar de ser estruturada com o nascimento de uma solidariedade de classe para lá de fronteiras.