,Restaurante
É dentro de um coelho branco que o chef Igor Grishechkin serve os seus dumplings de coelho dr
Reportagem

Afinal, havia uma magia escondida na cozinha soviética

No CoCoCo, de São Petersburgo, o chef Igor Grishechkin aposta na nostalgia. Numa Rússia de onde desapareceram muitos produtos estrangeiros, volta-se a olhar para valores seguros: batatas, beterrabas, couves, pickles, fermentados. São os sabores soviéticos, versão alta cozinha.

É de manhã cedo, por isso as filas ainda não são muito grandes no Pyshechnaya. Elizaveta, que nos tem guiado por estes dias em São Petersburgo, faz-nos parar uns minutos à porta para deixar alguns avisos. O que temos mesmo que reter é que dois ou três pyshki são mais do que suficientes e devemos evitar pedir oito ou dez como fazem alguns “principiantes”.