Leis laborais são o primeiro obstáculo nas conversas entre PS e BE

Reuniões entre os dois partidos só começam para a semana. Socialistas reuniram-se ontem à noite para avaliarem o caminho que irão seguir. Comissão executiva do PEV aprovou conversas com socialistas.

,Catarina Martins
Foto
Bloco apresentou condições para um acordo escrito Rui Gaudêncio

Há quatro anos, na hora de escrever preto no branco as condições que levavam os partidos da esquerda a aceitar e a apoiar um Governo do PS, ficou de fora das posições conjuntas tudo aquilo em que não concordavam. António Costa diria muitas vezes que o que tinha corrido bem na “geringonça” era que se tinham concentrado no que os unia e tinham deixado de fora o que os separava, deixando espaço a que cada partido mantivesse a sua identidade. Na altura, uma matéria saltava à vista: as leis laborais. Quatro anos depois, é o primeiro tema na praça pública em que os dois partidos não têm a mesma posição. Os socialistas reuniram-se nesta quinta-feira à noite para definir afinal como quer António Costa governar.