A ModaLisboa regressa, mais próxima do Portugal Fashion

A cooperação entre as duas associações foca-se especialmente no mercado internacional. O objectivo nunca foi, segundo Eduarda Abbondanza, presidente da ModaLisboa, fundir os dois eventos.

,moda
Fotogaleria
Fotogaleria
Eduarda Abbondanza defende que é mais tranquilo trabalhar em parceria do que de costas voltadas. Louie Thain

O Exército rendeu-se à moda, numa parceria pouco comum. “Collective” é o tema da 53.ª edição da ModaLisboa, que arranca nesta quinta-feira nas Antigas Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento do Exército, no Campo de Santa Clara, em Lisboa. O título evoca ainda a parceria entre a ModaLisboa e o Portugal Fashion. O protocolo de cooperação, assinado em Setembro de 2018, é um unir de esforços, mas não na direcção da fusão dos dois eventos. “O objectivo é especializar cada um na sua natureza de base: as geografias e as suas áreas de acção”, salvaguarda Eduarda Abbondanza, presidente da ModaLisboa.

O mercado internacional é, desta forma, o que une as duas associações. “Esta cooperação é essencialmente benéfica para o mercado internacional, mas reflecte também um bem-estar nacional. É muito mais tranquilo trabalhar em parceria do que estar sempre de costas voltadas”, admite Abbondanza ao PÚBLICO. Assim, os dois eventos terão a colaboração estreita entre as duas associações. Por exemplo, em Lisboa, este fim-de-semana, a passerelle vai receber os designers Carlos Gil, Alexandra Moura e Luís Onofre, tipicamente residentes do Portugal Fashion.

Já de 23 a 26 de Outubro, é a vez de a ModaLisboa rumar ao norte para patrocinar o “Brand Up”, uma iniciativa que, segundo Abbondanza, pretende dar a conhecer cinco novos designers – ainda por seleccionar –, numa aproximação não só do público em geral, mas especialmente da indústria.

Recorde-se que em Junho passado, durante a Semana da Moda de Paris, as organizações uniram-se numa mostra do talento nacional, no Showcase Moda Portugal. “Temos de trabalhar em conjunto, com uma estratégia afinada, na criação dessas marcas portuguesas, para que possam futuramente granjear o mercado internacional”, reforça a presidente da ModaLisboa.

Celebrar a moda além dos desfiles

Em Lisboa, o Palácio Sinel de Cordes recebe nesta quinta-feira a inauguração da ModaLisboa, com a “WorkStation”, que arranca às 17h com a apresentação do trabalho de seis novos designers – Archie Dickens, António Castro, Cristina Real, Frederico Protto, Opiar e Rita Afonso. As tradicionais Fast Talks, que vão ocupar o Mercado de Santa Clara, “vão reflectir, através de vários oradores, as questões da moda em termos da nova tendência que tem mais a ver com uma slow-fashion, em vez de fast-fashion”, informa Eduarda Abbondanza. 

Os desfiles nas Oficinas Gerais de Fardamento arrancam na sexta-feira com o “Sangue Novo”. Esta é a primeira fase do concurso de jovens designers, agora num formato anual. No mesmo dia, desfilam ainda a Hibu, Valentim Quaresma e Awaytomars. Às 21h acontece também o desfile Stoners, uma parceria entre a Colisão Studios e a Assimagra (Associação dos Recursos Minerais de Portugal).

A ModaLisboa estende-se além dos desfiles com actividades abertas ao público, como o Wonder Room – uma pop-store de pequenas marcas portuguesas –, e o Check Point – masterclass nas áreas de negócio, tecnologia e alfaiataria, entre outros. “Estas actividades são abertas a toda a gente que queira connosco celebrar a moda. São também uma forma de explicar o que é a moda de tantas maneiras ao público mais generalista”, sugere Eduarda Abbondanza. A entrada é gratuita, mediante inscrição limitada a 20 participantes.

A ModaLisboa conta com o apoio directo da Câmara Municipal de Lisboa. O protocolo, renovado em Janeiro deste ano, prevê a realização de seis edições, e que a associação promova “acções que garantam o acesso dos vários públicos a este evento e a outras iniciativas da ModaLisboa”, explica a organização em declarações à Lusa. 

PÚBLICO -
Foto
As Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento do Exército acolhem a 53ª edição da ModaLisboa. DR

Texto editado por Bárbara Wong

PÚBLICO -
Foto
Masterclasses decorrem no sábado e no domingo. A entrada é gratuita, mediante inscrição. DR