Temperaturas voltam a subir acima dos 30 graus

Esta segunda-feira, algumas zonas do país vão chegar aos 30ºC e algumas regiões do interior aos 33ºC. As temperaturas amenas regressam na quarta-feira ao território continental.

Foto
PAULO PIMENTA

Os primeiros dias desta semana vão voltar a trazer a Portugal temperaturas dignas de Verão, mas só até quarta-feira. Para o início desta semana, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê temperaturas acima dos 30 graus em algumas partes do país, entre estas Évora e Castelo Branco (33ºC), Beja e Santarém (32ºC), Portalegre, Setúbal e Faro (31ºc). Lisboa deverá chegar aos 29ºC de máxima, mas o Porto fica-se pelos 22ºC. Vila Real e Bragança chegarão aos 28ºC, prevê o IPMA.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê períodos de céu pouco nublado por nuvens altas para todos os distritos, apresentando períodos de maior nebulosidade até meio da manhã. Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante norte, soprando temporariamente forte nas terras altas e na faixa costeira ocidental das regiões Centro e Sul​

Para esta terça-feira, o IPMA prevê que as temperaturas sejam semelhantes ao dia anterior. Beja, Évora e Castelo Branco registarão 33ºC de máxima. Em Lisboa, a temperatura deverá descer um grau e fixar-se nos 28ºC de máxima e em Setúbal nos 29ºC (menos dois graus que na segunda-feira), enquanto o Porto sobe para os 23ºC. Faro e Bragança, nas duas extremidades do país, vão registar 27ºC. Braga, Vila Real, Viseu chegarão aos 26ºC.

Segundo aquela entidade, o céu estará pouco nublado ou limpo, apresentando-se geralmente muito nublado no litoral a norte do Cabo Raso, “nebulosidade que poderá persistir em alguns locais da faixa costeira”, lê-se nas previsões do IPMA. 

Cinco concelhos do distrito de Faro apresentam esta segunda-feira um risco máximo de incêndio, de acordo com informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). Em risco máximo estão os concelhos de Monchique, Silves, Tavira, Alcoutim e Castro Marim, no distrito de Faro.

O IPMA colocou vários concelhos de todos os distritos de Portugal continental, excepto Aveiro, Porto, Braga e Viana de Castelo. Este risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo. Os cálculos para este risco são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Com Lusa