Portugal tem cinco produtores de vinho no top 100 mundial

A escolha é do júri da Wine & Spirits, influente revista de vinhos norte-americana.

Fotogaleria
Quinta do Soalheiro Hugo Santos
Fotogaleria
Quinta do Noval Paulo Ricca
Luís Pato
Fotogaleria
Luís Pato Nelson Garrido
Fotogaleria
Graham's
Fotogaleria
Taylor's Adriano Miranda

É o Top 100 Wineries of 2019, uma escolha do júri da revista Wine & Spirits, cujos críticos, refere a publicação, analisam em cada ano “mais de 11 mil vinhos de todo o mundo”. No top deste ano, entram produtores de vinho de 15 países e Portugal tem direito a cinco entradas, entre o Douro, Bairrada e região dos Vinhos Verdes. 

Na lista de “ouro” da revista surgem a W&J Graham's (Symington), Quinta do Noval e Taylor's (Fladgate) – três conceituadas casas do vinho do Porto  – , Luís Pato (o senhor Bairrada) e a Quinta de Soalheiro (de Melgaço, única representante aqui dos Vinhos Verdes).

Segundo a Wine & Spirits, as casas escolhidas para a lista são “as que apresentam as mais altas pontuações e as que se mostraram mais consistentes ao longo do ano”. “Em 2019, os nossos críticos focaram-se em regiões específicas, aprofundando-as”, acrescentam, sublinhando que “essas degustações focadas levaram a uma competição mais renhida” para entrar no top.

A maioria dos produtores seleccionados são dos EUA (mais de 1/3 da lista – 36), seguindo-se a Itália (15), França (15), Espanha (8), Portugal (5), Áustria (4), Austrália (3), Alemanha (3), Grécia (3), Argentina (2), Chile (2), Arménia (1), Hungria (1), África do Sul (1) e Nova Zelândia (1).

A Wine & Spirits é publicada sete vezes por ano nos EUA, somando, informa a revista, 200 mil leitores, além da presença online.