A festa liberal na casa dos sonhos: “Serei implacável”

Uma pulseira que vale bar aberto, portas com nomes de personagens da Guerra dos Tronos e uma vitória muito festejada. A Iniciativa Liberal elegeu um deputado por Lisboa que prometeu ser implacável na oposição ao socialismo.

Foto
Carlos Guimarães Pinto e João Cotrim Figueiredo (deputado eleito) festejam eleição da Iniciativa Liberal LUSA/MIGUEL A. LOPES

O nome do local não podia ser mais apropriado para a noite eleitoral da Iniciativa Liberal. “The House of Hope and Dreams” é um armazém em Belém, Lisboa, onde se concentram os apoiantes deste partido que até às 23h mantinham a esperança e o sonho de eleger um ou dois deputados para o Parlamento.

À entrada cobra-se dez euros a quem não se inscreveu previamente - “para contribuir para o partido” - que dão direito a pulseirinha e bar aberto. Dentro e fora, os militantes permanecem agarrados aos telemóveis tentando perceber em que altura poderá então ser eleito um deputado, ou mesmo dois. A noite antevê-se longa.

Bebe-se cerveja, muita água, enquanto vão chegando nas motas da Glovo e da Uber Eats os sacos com hambúrgueres McDonalds e muita pizza.

São sobretudo jovens, poucas das duas centenas de pessoas que se reuniram em Belém aparentam ter mais de 45/ 50 anos. Agarrados aos telemóveis, vestidos com pólos azuis, esperam pelo veredicto. “Tivemos sete por cento na Estrela!”, diz com um sorriso de orelha a orelha um dos novos militantes.

PÚBLICO -
Foto
Sede da Iniciativa Liberal, em Belém, Lisboa Rita Ferreira

E às 23h10, chega o líder do partido, Carlos Guimarães Pinto, para subir ao palanque e gritar vitória. “Fizemos história. Pela primeira vez neste século um partido com menos de dois anos, que se apresenta pela primeira vez às eleições, irá ter um representante no parlamento.” Há palmas e gritos de “Liberal”, uns usam o “V” de vitória levantando os dois dedos (sim, como o PSD), outros apenas usam o indicador.

Carlos Guimarães Pinto diz que ainda assim este é “um dia triste”, porque “um partido que está a governar o país durante um período tão grande de estagnação consegue vencer com esta facilidade”. E depois promete: “Agora vão ter uma oposição diferente. Irão ter uma verdadeira oposição ideológica, uma voz clara na defesa da liberdade individual, política e económica.”

Dá então lugar ao cabeça de lista por Lisboa. João Cotrim Figueiredo diz que há três meses não acreditava que fosse possível a sua eleição, mas que aceitou o desafio por não poder mais estar “sentado, impávido e sereno”. Agora, confiante, acredita que esta será “apenas a primeira de muitas vitórias”. E deixou um compromisso: “Serei implacável, serei incansável, serei a voz do liberalismo no Parlamento”.

Na “House of Hope and Dreams” há três portas com três nomes: Cersei, Jamie e Bran, personagens centrais da saga Guerra dos Tronos. Os dois primeiros acabaram derrotados e mortos, o terceiro ficou com o trono. Na Iniciativa Liberal, esta noite, acredita-se que o futuro será radioso. Mas a série ainda agora começou.