Entrevista

“A redução da propina máxima em 200 euros é uma medida demagógica”

O reitor da Universidade Nova de Lisboa diz que esta medida não se “direcciona a quem menos pode e a quem menos tem” e que a aposta devia ser na Acção Social.

Jader Barbalho
Foto
João Sáàgua, reitor da Universidade Nova de Lisboa, faz um balanço positivo dos quatro anos de Governo Nuno Ferreira Santos

A avaliação do mandato do Governo no ensino superior e na ciência é “incomparavelmente mais positiva” do que negativa para o reitor da Universidade Nova de Lisboa (UNL), João Sàágua. Elogia a política científica do ministro Manuel Heitor e a estabilidade financeira que foi dada ao sector. Ainda assim, as universidades continuam a receber menos dinheiro do Estado do que aquele de que realmente precisam, defende.