Detido suspeito de matar e atear fogo a cadáver em Vila Nova de Gaia

Crime aconteceu em Agosto, num local isolado da Zona Industrial de Serzedo. “Motivado por ciúmes, o arguido atraiu o agora falecido até àquele local”, diz a PJ.

Crime
Foto
Fábio augusto

Um homem de 54 anos foi detido por “homicídio qualificado e profanação do cadáver” de outro homem, a quem ateou fogo após agressões motivadas por “ciúmes” em Vila Nova de Gaia, revelou nesta quarta-feira a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ recorda que o crime aconteceu em Agosto, numa “área isolada da Zona Industrial de Serzedo, em Vila Nova de Gaia”, distrito do Porto, quando, “motivado por ciúmes, o arguido atraiu o agora falecido até àquele local” e “o surpreendeu, agredindo-o brutalmente na zona da cabeça e pescoço”.

“De seguida, com o objectivo de destruir qualquer vestígio que o ligasse ao crime cometido, ateou fogo no cadáver”, acrescentou a PJ, que, apesar da “tentativa de destruição”, conseguiu “reunir os elementos de prova necessários à detenção”.

O empresário com 54 anos foi detido na terça-feira, de acordo com a Directoria do Norte da PJ.

A PJ refere ainda que o suspeito tem antecedentes criminais “pelos crimes de homicídio qualificado, ofensa à integridade física qualificada, dano e furto”.

A 19 de Agosto, o corpo de um homem foi encontrado carbonizado num terreno em Serzedo, levando a PJ a investigar o caso, disse na ocasião à Lusa fonte da GNR do Porto.

De acordo com aquela fonte, o homem teria entre 30 a 40 anos.

Sugerir correcção