Fazia-se passar por veterinário para matar animais

Falso veterinário e treinador está a ser investigado pela PSP de Leiria.

Foto
Deonny Rantetandung

Um homem de 30 anos, que se fazia passar por veterinário e treinador de cães para adoptar animais, está a ser investigado pela PSP de Leiria por, alegadamente, injectar insulina para matar os cães. A notícia é avançada pelo Jornal de Notícias esta terça-feira.

O suspeito foi alvo de queixas por parte da Associação Protectora de Animais da Marinha Grande, entre outras instituições, que anexou como provas às queixas vídeos, fotografias e registos de conversas nas redes sociais entre o homem e pessoas que lhe entregaram animais ou elementos de associações.

Em vídeos publicados nas redes sociais, anexados como provas, o suspeito mostra imagens de cães em sofrimento ou já mortos. Segundo o JN, desconhece-se o número de animais que foram vítimas.

A Procuradoria-Geral da República confirmou ao JN a instauração de um inquérito.