Mulheres continuam em minoria quando se trata de cargos de poder

Há mais mulheres empregadas e a exercer profissões altamente qualificadas, mas a desigualdade salarial face aos homens continua a ser uma marca.

Foto
Emprego feminino desceu mais no trabalho não qualificado Ines Fernandes / Publico

Ao contrário do que sucede em quase todos os grupos profissionais das administrações públicas, as mulheres continuam a estar em minoria na categoria dos representantes do poder legislativo e órgão executivos, em que a taxa de feminização (percentagem de mulheres no conjunto dos trabalhadores) estava em 2018 nos 25,7%, quando no conjunto do emprego no sector público este valor é de 60,2%.