Esta colecção de imagens é uma ode ao brutalismo

Western City Gate, também conhecido Genex Tower Andrej Cukic/EPA
Fotogaleria
Western City Gate, também conhecido Genex Tower Andrej Cukic/EPA

Design ultra-funcional, materiais crus e à vista — como betão armado, tijolo, ferro, vidro, pedra —, e linhas e formas geométricas rudes transformaram estes edifícios em símbolos de uma época. A popularidade do estilo brutalista não pára de crescer, apesar de, actualmente, ainda ser comum e desvalorizada a demolição de edifícios deste estilo arquitectónico por toda a Europa, onde a sua implementação foi mais notória durante as décadas de 50 e 60 do século XX.

Na pantanosa margem esquerda do rio Sava, numa época em que nada lá se encontrava a não ser ruínas dos períodos neolítico e romano, nasceu, em 1948, o município de Nova Belgrado, uma área onde seria construído o centro administrativo de um novo Governo. Toda a zona a construir foi planeada de raiz, tendo em conta as necessidades e preceitos de uma “nova sociedade jugoslava”: habitação em massa e a preços reduzidos, infraestruturas modernas para o funcionamento de instituições públicas, espaços de interacção e participação cívica e estruturas que permitissem a promoção turística da região, como monumentos.

Hoje, Nova Belgrado continua em funcionamento — e é , mesmo, a área mais populosa da Sérvia. Os edifícios brutalistas que foram então construídos nessa área continuam em uso, apesar de muitos se encontrarem em estado de abandono, à semelhança do que se passa noutros países do Leste Europeu que estiveram sob jugo comunista.

Um dos edifícios mais icónicos de Nova Belgrado chama-se Western City Gate, apesar de ser também conhecido por Genex Tower. O segundo prédio mais alto de toda a Sérvia é apenas um dos edifícios que vemos na colecção de imagens de edifícios brutalistas compilada por Andrej Cukic, para a European Press Agency, realizada no estilo fotográfico tilt-shift. Genex Tower é um complexo habitacional de 36 andares foi desenhado em 1977, por Mihajlo Mitrović; é composto por duas torres interconectadas por uma ponte de dois andares junto do topo, onde se encontra também um restaurante giratório de 140 metros quadrados, com vista para toda a capital sérvia.

Western City Gate
Western City Gate Andrej Cukic/EPA
Andrej Cukic/EPA
Andrej Cukic/EPA
Andrej Cukic/EPA
Andrej Cukic/EPA
Andrej Cukic/EPA
Andrej Cukic/EPA
Andrej Cukic/EPA
Andrej Cukic/EPA
Andrej Cukic/EPA
Andrej Cukic/EPA
Sugerir correcção